Novo sistema de iluminação para bicicleta dispensa cabos e baterias

Aluguel de Bicicletas Belo Horizonte

Equipamento que utiliza LEDs está ligado a pastilhas de freio da bike e produz eletricidade a partir da formação de um campo magnético durante as pedaladas.

Não se trata de mágica. Ou de poderes extraterrenos, como os que fizeram as bikes voarem no filme “E.T.”. O que aciona o sistema de iluminação para bicicleta sem precisar de cabos ou de baterias nem de fricção pode ser explicado pelas mais puras leis da física.

Basta trocar as pastilhas de freio por um modelo especial. É a ele que fica associado o sistema inteligente de iluminação para bicicleta.

Com a presença de um dínamo, são formados campos magnéticos temporários no aro da roda da bike durante o seu deslocamento. Variações nesses campos, ocasionadas por um imã, resultam na geração de eletricidade.

O sistema de iluminação para bicicleta opera a partir da geração de um campo magnético

Crédito: Reprodução/magniclight.comO sistema de iluminação para bicicleta opera a partir da geração de um campo magnético

A luz de LED produzida pode ser ajustada para iluminar a via ou o próprio ciclista. E também funciona como “seta”, como a dos carros, para indicar mudança de direção.

Os dispositivos inteligentes do sistema de iluminação para bicicleta servem ainda para transmitir dados de velocidade e sobre a navegação da bike.

À venda

O equipamento, chamado de Magnic Microlights, foi inventado pelo alemão Dirk Strothmann, que levanta recursos para a sofisticar a iniciativa na plataforma Kickstarter.

Ele já comercializa o aparato que criou por preços entre € 65 (R$ 275) e € 234 (R$ 992), de acordo com o número de dispositivos.Leia também: Ben & Jerry’s revela fim dos plásticos descartáveis em suas lojasCuradoria: engenheiro Bernardo Gradin, presidente da GranBio e especialista em soluções sustentáveis.

Via: catracalivre

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *